Proteção de dados no mundo offline

Atualizado: 17 de mar.



Muito se fala sobre proteção de dados nos ambientes digitais. Na era onde grande parte das atividades cotidianas são realizadas de forma virtual, a preocupação em proteger as informações nesses ambientes está em pauta cada vez mais. Para complementar essa leitura, recomendamos o artigo sobre segurança da informação no blog da nossa parceira Dataside.


Mas queremos ressaltar que a evolução da tecnologia não se limita aos ambientes virtuais, a Inteligência Artificial, por exemplo, está a cada dia mais presente em nossas casas, ambientes físicos e offline.


Casas inteligentes


As casas inteligentes foram criadas para oferecer dois grandes principais benefícios: comodidade e segurança.


● Comodidade:

As casas inteligentes também podem ser chamadas “casas automatizadas”, já que a partir da tecnologia IOT (internet das coisas), é possível automatizar atividades simples do dia a dia como ligar e desligar a luz com a voz, colocar músicas para tocar, adicionar um sistema de iluminação personalizado e por aí vai. Um exemplo muito interessante é a geladeira inteligente, que pode te orientar sobre o que é preciso comprar no mercado com base nos seus comportamentos de compra e no que já está dentro dela.


● Segurança:

A segurança é um dos benefícios principais de uma casa inteligente. As possibilidades são muitas, como exemplo, sensores que detectam e avisam sobre fumaça ou vazamento de gás, evitando acidentes domésticos. Além desses exemplos, existem as câmeras de segurança sensoriais, com uma inteligência capaz de reconhecer comportamentos estranhos, como pessoas diferentes rondando a casa, essas câmeras conseguem avisar contatos programados, incluindo a polícia.


No contexto nacional, as casas inteligentes ainda não são tão fortes e acessíveis como no exterior, mas estão ganhando força com a acessibilidade das assistentes virtuais, como a Alexa e eletrodomésticos inteligentes.


Casas seguras x dados seguros


Sabemos como a tecnologia trouxe benefícios e como os dados são fundamentais para que as máquinas realizem atividades de forma personalizada tornando nossas vidas cada vez melhores. Mas, assim como no ambiente digital, é importante que haja uma garantia de segurança dos dados gerados nas casas inteligentes. Como protegê-los? Como evitar ataques hackers que podem fazer com que essa segurança prometida pelas casas inteligentes seja rompida e, ainda pior, usada de forma negativa por invasores?


O investimento em segurança de dados comportamentais em projetos de casas inteligentes deve ser o primeiro passo, pois só assim será possível zelar pela segurança completa dos lares.


Gostou desse conteúdo? Curte, comente e compartilhe 💜