O impacto da tecnologia para o Designer

Atualizado: 17 de mar.

Quando pensamos em design, logo imaginamos artes bem elaboradas, bem chamativas, incríveis e, parando para pensar, nenhum desses designs seria possível sem a tecnologia.


"Mas como assim?"


Basicamente eu só consigo, por exemplo, criar uma arte para Instagram utilizando algum software de criação, e eu só consigo usá-lo a partir de um computador atual compatível com os sistemas atuais. A profissão de um designer começou bem manual; no chão de fábricas fazendo estampas em roupas, escrevendo e desenhando livros á mão, criando cópias de cartazes pela serigrafia em pedra e desenhando móveis para serem feitos por artesãos e até mesmo a arquitetura de uma casa - resumindo, era tudo manual e dependia de uma grande habilidade artística.


O trabalho do designer na época se tornou menos cansativo com as primeiras revoluções industriais, com isso o profissional tinha máquinas que ajudavam nesse trabalho artístico - porém ainda muito braçal. Como exemplo, máquinas de estamparia e serigrafia mais modernas.


Porém, após as primeiras guerras mundiais a tecnologia chegou para todos nós, onde havia um computador, televisão ou telefone nas maiorias das residências, assim a profissão do designer teve de se adaptar à essas mudanças tecnológicas e atender novas demandas da indústria atual, assim surgiu o designer gráfico, web designer, motion designer e muitos outros. Claro que, o mais importante de todo esse avanço são os softwares de edição e animação que foram evoluindo e nos dando mais ferramentas ao longo dos anos, com sistemas mais modernos para cada tipo de aplicação.


O exemplo mais notável sobre a ligação entre tecnologia e design é no cinema; é notável que os filmes mais antigos não possuem efeitos tão realistas e incríveis como os de hoje em dia - isso pela evolução no cinema em si, mas como também uma evolução tecnológica tanto nos equipamentos de trabalho quanto nos softwares de edição, que nos proporcionam mais efeitos e mais técnicas para aperfeiçoar e, claro, o computador acompanhando essa demanda com um hardware mais atual.


Essas novas profissões mais modernas dependem quase que totalmente da tecnologia para serem elaboradas e aplicadas como solução - como irei editar um vídeo sem o software, e logo, sem um computador?


Atualmente os maiores desafios de um designer é se adaptar as novas tecnologias e como nossa aplicação será usada no futuro - alguns exemplos são a preocupação de uma mesma aplicação de design se encaixar nos diversos tamanhos de telas que possuímos (celular, televisão, smartwatches, tela de navegação do carro, tela da geladeira, totens informativos do metrô e muitos outros) e também com aplicações inéditas no mercado como projeções 3D, realidade aumentada e VR. Mais do que nunca essa profissão tem tido diversos desafios em lidar com novas tecnologias e criar tendências, o que será que nos aguarda no futuro?