Golpes no WhatsApp, como fugir dessa realidade?

Atualizado: 17 de mar.

Os golpes no WhatsApp estão se tornando cada vez mais comuns. Saiba como eles são aplicados e como prevenir-se.

 

Você com certeza já ouviu falar sobre os golpes que acontecem no WhatsApp, certo? Infelizmente essa prática está se tornando mais comum, e os casos que vemos em reportagens ou que acontecem com pessoas próximas, estão mais recorrentes.


De uma mensagem suspeita vinda de um amigo pedindo dinheiro a uma mensagem com um link suspeito. Saiba quais são os principais golpes que estão acontecendo no WhatsApp e como se prevenir.


Tipos de golpes comuns no WhatsApp


A cada dia os golpes no WhatsApp são atualizados para fazerem novas vítimas. Além disso, em 2020, pesquisas relataram que vários criminosos se aproveitaram da situação do Auxílio Emergencial para aplicar mais golpes. Nesse período, o número de compartilhamentos de golpes com phishing (termo usado para a técnica de roubar informações virtualmente) e fake news sobre a Covid-19 também aumentaram.


Conheça os tipos de golpes mais comuns que são aplicados no WhatsApp.

Clonagem do perfil no WhatsApp

O processo de clonagem do WhatsApp normalmente começa com o criminoso se passando por uma empresa conhecida, como bancos, sites de compras, operadoras de telefone e por aí vai. O golpista então entra em contato por meio de ligação ou mensagem, oferecendo uma oportunidade atrativa ou afirmando sobre um suposto erro. Após isso, ele pede para que a vítima informe um código de verificação do WhatsApp, que é enviado por SMS para confirmar as solicitações.


Se a vítima enviar as informações, o criminoso consegue fazer o processo de clonar o WhatsApp. E é nesse momento em que aquelas mensagens suspeitas de pedidos de dinheiro são enviadas para amigos e familiares.


Para não cair nesse golpe é necessário ficar atento. Suspeite de mensagens que foram enviadas em nome de empresas e se possível, entre em contato com as mesmas para verificar se o contato é verdadeiro. Com as atualizações do WhatsApp algumas empresas já tiveram suas contas verificadas, confirmando que o canal é confiável.




Links atrativos

Como falamos, golpes desse tipo ficaram em evidência no ano passado, principalmente durante a quarentena devido a pandemia do Covid-19. Os golpistas usaram o Auxílio Emergencial e a distribuição de álcool em gel como isca para atrair suas vítimas.


Eles enviavam mensagens falsas com links maliciosos, que quando a vítima clicasse, ela cairia no golpe do phishing. Nesse momento os criminosos conseguem acessos a dados importantes das vítimas.


Para evitar cair nesse tipo de golpe, você pode instalar um antivírus em seu celular, que é capaz de identificar ameaças como essas em tempo real. Mas, além disso, sempre suspeite de informações que são boas demais para ser verdade. E não clique em links suspeitos, por mais que eles tenham sido enviados por pessoas que você conheça.


App espião

Esse tipo de prática vem acontecendo cada vez mais. Através de hackers conhecidos como spywares ou stalkerwares, eles permitem que uma terceira pessoa monitore as atividades da vítima no celular. Com acesso a esse aplicativo, o criminoso consegue ter acesso a vários dados pessoais, incluindo o código de verificação do WhatsApp, que é usado para clonar contas.


Para proteger-se desse golpe também é indicado ter um antivírus que identifique ameaças instaladas no celular. Você também pode ficar atento a outros sinais do smartphone, como a bateria acaba rapidamente, os dados móveis apresentarem picos de uso durante um dia, sem nenhuma explicação, o celular ficará superaquecido. Caso isso aconteça, é possível que seu smartphone tenha sido infectado com um aplicativo espião.



Cai em um golpe do WhatsApp, o que fazer?


Se infelizmente você cair em algum golpe do WhatsApp, no primeiro momento avise seu familiares e pessoas mais próximas por outras redes sociais ou por telefonemas. Oriente-os para que não façam nenhum depósito e não cliquem em nenhum link suspeito.


Após isso, tente recuperar sua conta. Como os golpes costumam ser aplicados utilizando um celular, você pode tentar desconectar os criminosos da sua conta entrando novamente no aplicativo com seu número de telefone e confirmando, apenas no Whatsapp, o novo código que foi enviado. Quando você fizer isso, quem estiver em sua conta, será desconectado automaticamente. Mas, por outro lado, se os criminosos tiverem ativado a “confirmação em duas etapas”, eles serão desconectados e sua conta só poderá ser acessado após sete dias.


Se você suspeitar que eles estejam usando sua conta pelo WhatsApp Web é possível desconectá-los também. Acesse as Configurações/Ajustes > Conta > WhatsApp Web/Desktop > Sair de todos os computadores.



Como se prevenir de golpes no WhatsApp


Além de começar a tomar mais cuidado com mensagens suspeitas, você pode ativar a função “confirmação em duas etapas”. Com ela ativada, é necessário digitar o PIN de seis números todas as vezes que quiser confirmar seu número. Para ativá-la, entre em Configurações/Ajustes > Conta > Confirmação em duas etapas > ATIVAR. Em seguida, defina uma senha e digite seu e-mail.



Acompanhe nosso site e fique por dentro de tudo o que acontece no mundo tecnológico!

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe! :)