COMO A NETFLIX VEM INOVANDO COM DADOS

Por: Gabriel Prado


Entenda como a Netflix utiliza do Big Data para levar suas séries ao sucesso.


O Cinema é conhecido como a sétima arte, e não é de hoje que filmes e séries fazem parte das nossas vidas. Mas o que isso tem a ver com Big Data?


Netflix

A Netflix é um dos grandes cases de sucesso nesse ramo do entretenimento, muita gente acha que ela é uma empresa nova no mercado, mas a realidade é bem diferente, ela teve início no ano de 1997, na época trabalhando com locação de filmes e entrega dos DVD's por correio.


E graças a cultura de resultados da empresa ela veio seguindo as novas tecnologias com o passar dos anos, e atualmente a Netflix vem revolucionando na forma de criar novas séries e filmes para o público com suas produções próprias, e utilizando do Big data para isso, hoje a empresa subiu um nível e está entre uma das mais poderosas em questão de utilizar os dados, e hoje utiliza um ‘mundo’ deles a seu favor.


Mas como ela faz isso?

A empresa começou a monitorar por completo o comportamento de seus clientes como:


• O que cada pessoa assiste;

• Como ele navega na plataforma;

• Quanto tempo gasta pesquisando os conteúdos;

• Qual categorias passam mais e menos tempo pesquisando;

• Em que dia e horário a pessoa mais assiste aos episódios;

• Avaliação do que foi consumido;


E muitas outras variáveis que ajudam a refinar o algoritmo, além dos dados demográficos de cada usuário como sexo, idade e endereço.


Com esses dados em mãos ela é capaz de criar uma experiencia única na plataforma para cada usuário que a utiliza, deixando a plataforma mais ‘pessoal ‘para cada cliente, e com base nestas milhares de data points coletados constantemente a Netflix consegue construir o ‘cenário ideal’ que consiste em situações onde o cliente recebe conteúdos com uma alta taxa de probabilidade de aceitação do cliente.


Sucesso na análise preditiva

Analisando os dados de consumo a organização percebeu que os filmes estrelados por Kevin Spacey, os longas do cineasta David Fincher e uma minissérie britânica de 1990 sobre política faziam sucesso entre os usuários do serviço.


Então, cruzando essas informações, a Netflix lançou, em 2013, uma de suas séries originais mais bem-sucedidas, House of Cards, que, em 2018, chegou à sexta temporada.


A empresa cumpriu corretamente todo o dever de casa. Além disso, na promoção da série, foram lançados diversos teasers, que surgiam para os usuários segundo as preferências de cada um, e tudo baseado nas análises de dados desses clientes, separando determinados tipos de usuários em variados clusters, portanto se você fosse um fã de Spacey, aparecia um trailer com mais cenas do ator; um admirador de cinema com protagonistas mulheres assistia a um vídeo com foco no elenco feminino de peso e etc.


Com isso a empresa conseguiu prever o sucesso da série antes mesmo dela ser lançada, atingindo assim um novo marco nas produções de séries e filmes independentes com o uso dos dados ao seu favor.


Hoje todas as empresas geram e consomem muitos dados diariamente, mas para que haja sucesso é necessário muito estudo e uso inteligente e inovador dos dados coletados, para que se tenha pleno conhecimento do seu negócio e consiga utilizar os dados ao seu favor.